Você sabe a diferença entre funil de vendas e funil de marketing? Vem entender (artigo rápido)!

Atualizado: 19 de fev. de 2021



A diferença entre Funil de Marketing e Vendas, está na etapa da Jornada do cliente, e o modelo de lidar com o prospect. O primeiro, Funil de Marketing, foca em conhecer seu cliente potencial, identificando canais de aquisição, formas de publicidade e mídias que irão persuadi-lo. O segundo, Funil de Vendas, assume que o cliente está no momento da compra, e reune esforços para a concretização da venda com uma boa experiência.


Confira um os steps de cada Funil:



>>> FUNIL DE MARKETING (Agência e Marketing)

No funil de marketing a estratégia é focada em atrair visitantes para suas páginas e convertê-los em leads. O topo do funil começa com um grande número de visitantes, que vão convertendo de etapas, e diminuindo de quantidade, até que se extrair os mais qualificados (potenciais consumidores). Ele pode ser dividido em quatro etapas:

Atração: produção de conteúdo relevante que atraia o visitante, por meio da otimização de conteúdos, e-mail marketing e mídias sociais;

Conversão: transforma os visitantes em leads, e pode converter em uma newsletter para continuar recebendo informações da sua empresa ou então, evoluir para material rico;

Relacionamento: por meio da nutrição de leads, tem-se uma comunicação frequente, o que faz a jornada de compra avançar, já que nem todos estão prontos para ela;

Venda: nesta etapa o marketing ajuda o vendarketing na produção de conteúdos que sejam de interesse do prospect.



>>> FUNIL DE VENDAS (Comercial/Vendas)

A partir do momento que o lead foi devidamente qualificado pelas ações do marketing, a equipe comercial começa a utilizar o funil de vendas. Um modelo estratégico que mostra a jornada do cliente, todo o seu caminho, desde o primeiro contato até fechar a compra. Aqui existem cinco etapas:

Qualificação: após o recebimento, o vendedor verifica o lead para validar se ele realmente tem o perfil adequado a uma abordagem comercial;

Briefing: é uma conversa mais longa agendada para coletar informações, como conhecer as dores e necessidades dos clientes;

Proposta: por meio do briefing e material coletado, é elaborada a proposta;

Negociação: é o momento que o cliente pesquisa outras opções no mercado;

Fechamento: quando o ciclo é finalizado com um “sim” ou “não”.



Apesar da necessidade desses setores trabalharem juntos através de um acordo entre as áreas (Agência e Empresa, Time de Marketing e Time Comercial, Tráfego e Vendas), as metas e objetivos devem comuns, e todos devem colaborar para vencê-los.



8 visualizações0 comentário