Tráfego pago para pequenas, médias e grandes empresas. Há diferença? Vem conferir.


Pensa comigo: você organizou um evento enorme, com bebida, comida e decoração, mas não procurou divulgá-lo e acabou que ninguém apareceu. Triste só de imaginar, né!?

Quando você cria um site ou uma loja virtual e não investe em tráfego pago, é basicamente isso que acontece, ninguém visitará seu ambiente virtual.


O tráfego pago se refere aos visitantes que chegam até um site, loja ou página por meio de anúncios publicitários em plataformas específicas. Nele é possível investir uma certa quantia, que depende muito dos resultados que deseja, e assim, atrair mais visitantes.


Seja a sua empresa pequena, média ou grande, o tráfego pago funciona para todos, o que importa é que você saiba aplicá-lo. Assim como qualquer estratégia, ele exige planejamento, acompanhamento, testes e análises.


Para que ele funcione é preciso:

1. Traçar seu objetivo: divulgação da marca, ganhar visibilidade, conquistar mais seguidores, levar mais visitas para o seu site, vender uma oferta, entre outros.

2. Conhecer bem o seu público e sua persona: para ter campanhas melhores segmentadas, atingir quem realmente se interessa pelo seu produto ou serviço e obter melhores resultados.

3. Escolher em quais plataformas deseja gerar tráfego: existem várias e caberá à você compreender a finalidade de cada uma, identificar qual é a melhor para o seu negócio e consequentemente, onde o seu público-alvo está.

4. Escolher o orçamento para o anúncio e qual forma ele será cobrado: a cobrança pode ser por clique (CPC), ou por impressões (CPM).


Analise, planeje, invista, gere relatórios e identifique o aumento do seu alcance. Só o investimento, seja ele abundante, não resolverá o seu problema, lembre-se sempre disso ;)

E se precisar de uma ajudinha, conte conosco!

3 visualizações0 comentário